quinta-feira, 25 de novembro de 2010

“E foi então que eu descobri uma coisa fantástica, talvez a mais fantástica de todas: quando a gente pára de procurar desesperadamente por um amor, a gente percebe que pode amar qualquer coisa.”

           - Tati Bernardi

2 comentários:

  1. Texto perfeito!
    O amor tem seu próprio tempo.

    Bjim.

    @ChrisRibeiro

    ResponderExcluir
  2. O amor tem dessas coisas...

    Bjkas flor

    ResponderExcluir

Vou amar ler seu comentário....